8 de fev de 2010

Dialética do Amor


Quando
O fogo da paixão
Passa a crepitar
Alimentado pela inconseqüência
Da ilusão,
Provoca grande incêndio
Na consciência
Causando danos irreparáveis
À razão...

Porém...

Quando
A névoa da sedução
Envolve cândida
Um beijo,
A ilusão nela voa
E a paixão volve
Despertando
O desejo!

Ah, e então, o amor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário